Arquivo para junho, 2009

Como Proteger seu filho da internet?

A Internet revolucionou muitos aspectos de nosso dia-a-dia como a facilidade e baixo custo no acesso as informações e serviços,  a comunicação interpessoal e o entretenimento. Ao lado destas grandes vantagens a Internet também apresenta várias ameaças a nossa privacidade e segurança. Infelizmente quem está mais exposto a estes riscos são as crianças e adolescentes que tem a Internet como uma preferência quase absoluta.

Muitos pais estão muito preocupados em como manter seus filhos longe destas ameaças já que é impossível estar ao lado deles enquanto navegam. Fui convidado por uma escola de segundo grau para apresentar uma palestra com algumas sugestões e dicas de como proteger as crianças e adolescentes dos riscos da Internet.

Na palestra abordei perguntas como: O que é a Internet? Quem controla a Internet? Quais são as ameaças mais comuns? Qual é o perfil do atacante típico? Quem é a vítima perfeita?  Como proteger seus filhos? Quais programas ajudam nesta proteção? Onde pedir ajuda?

Confira no link abaixo os slides da palestra:

By: Sudré

Anúncios

O dever dos pais conforme a bíblia

Para que a Família seja bem sucedida é necessário que os Pais estejam completamente dentro da vontade do Senhor Jesus, e mantenham os Filhos nesta direção, ou seja, “em busca de Deus”.

foto-de-família-thumb1812137

Para tanto, há Deveres e Obrigações que os Maridos e Esposas tem de permanecer.

I – O Dever dos Maridos, com as suas Esposas:

a.. O Dever de “Respeita-las”, I Ped. 3:7;

b.. O Dever de “Ama-las”, Efe.5:25, Col. 3:19;

c.. Dever “Considera-las”, Gen.2:23, Mat. 19:5

d.. O Dever de “Fidelidade”, Prov. 5:18-19;

e.. “Se Aconselhar com Elas”, Gen. 31:4-7.

II – O Dever das Esposas. Com os seus Maridos:

a.. O Dever de “Honra-los”, Ester 1:20;

b.. O Dever de “Ser Organizada”, Prov. 31:27;

c.. O Dever de “Ser Submissa”, Efe. 5:22;

d.. O Dever de “Fidelidade”, I Tim. 3:11, Tito 2:4;

e.. “Ganhar” o Marido “sem palavra”, I Ped. 3:1.

III – A Família “aos Pés” do Senhor Jesus:

A Família é a “Igreja no Lar”, servindo à Deus.

a.. Dedicação. Josué e sua Casa, Josué 24:15;

b.. Interceder. Jó e seus filhos, Jó 1:5;

c.. Testemunhar. O endemoninhado, Lucas 8:39;

d.. Ouvir. Maria ouve ao Senhor, Lucas 10:38-39;

e.. Levar. André leva seu Irmão à Jesus, Jo 1:40-41

f.. Se Decidir por Cristo, Jo 4:46-53, At 16:13-15.

Pense nisso:
A Família tem de permanecer na presença de Deus, pela atuação dos Maridos e Esposas, levando os Filhos à presença do Senhor Jesus.

Fonte: Adoração em família

Firmes Pela Graça de Deus

lapis

Um Pastor viajava de ônibus por uma estrada esburacada. O jovem universitário que estava sentado ao lado notou que ele estava lendo a Bíblia.  “Você está espiritualmente pronto para enfrentar as tentações da vida na faculdade?”, perguntou-lhe o pastor.

“As tentações não me preocupam”, respondeu o jovem. “Tenho muita força de vontade.”

O pastor pegou um lápis do bolso e disse: “Eu consigo fazer este lápis ficar em pé na capa da minha Bíblia, mesmo com todos os solavancos que o ônibus está dando”.

O jovem respondeu: “Só acredito vendo; duvido que o senhor consiga fazer isso”.

“Olha já consegui”, o pastor respondeu, enquanto o rapaz observava.

“Ah, mas o senhor não explicou que iria segurar o lápís com a mão”.

“Eu não precisava nem dizer. Você já viu um lápis ficar em pé sem que alguém o esteja segurando?”

O pastor soltou o lápis, que imediatamente caiu ao chão. “A única razão de você continuar em pé, firme”, continuou o pastor, “é porque Deus está segurando você nas mãos dele”.

Se Deus retirasse de nós a graça protetora de suas mãos, cairíamos imediatamente em pecado. Humildade significa depender totalmente de Deus, reconhecendo que Ele nos mantém firmes por meio de sua graça.

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”. (Romanos 5:8)

(Pulpit Helps)

A mudança cultural e a pornografia

Mouse

9Marcas: Como você acha que a cultura mudou nos últimos 15 ou 20 anos? O que você acredita que os casamentos estão enfrentando agora e não enfrentavam 20 anos atrás?

Winston Smith: Há provavelmente muitas pressões culturais que tornam o casamento diferente do que ele era há 15 ou 20 anos. Ressaltarei apenas uma porque é uma das mais insidiosas. Tenho visto, vez após vez, como a pornografia é poderosa e destrutiva no casamento. É claro que a pornografia tem mais do que 20 anos. Contudo, o que mudou nos últimos 20 anos foi a tecnologia. No passado, existia esse obstáculo vergonhoso que você devia estar disposto a superar. Para dar-se à pornografia, você tinha de ir a uma parte diferente da cidade. Tinha de sair do seu carro, entrar em uma loja e dispor-se a ser visto. Seu nome e seu rosto seriam associados com o material que você carregava. Agora, porém, o anonimato parece quase garantido. A pornografia está não somente disponível a você, mas também invadindo a sua vida. Ele promove-se a si mesma. Surgirá repentinamente nos e-mails. Ela se mostrará na lista de filmes expostos nos hotéis. Talvez, quanto mais luxuoso for o hotel, tanto mais fácil será ver a pornografia e tanto mais ousadamente ela será exibida.

A pornografia está na ofensiva contra você. Ela o persegue. Portanto, você precisa ter razões autênticas para rejeitá-la, não somente porque será apanhado por ela. Essa não é uma boa razão, porque você terá oportunidades secretas de satisfazê-la. A condição da pornografia mudou, e a mensagem se amplificou. Qualquer um que tem visto pornografia talvez saiba o que estou falando. Em última análise, a pornografia consiste em relacionamentos anônimos e sem significado nos quais o foco é a satisfação pessoal.

O sexo é maravilhoso, mas a intenção de Deus para o sexo é que este comunique significado e propósito. O sexo foi idealizado para comunicar o amor sacrificial, pactual e comprometido de Deus, bem como seu cuidado e ternura. O sexo não foi idealizado para expressar uma liberdade de fazer o que você deseja, focalizado em si mesmo, e de se engajar em relacionamentos anônimos e sem significado. Tome as mensagens anti-relacionais da pornografia e junte-as a um enlevo psicológico, e assim você tem em suas mãos algo realmente sórdido. A pornografia não somente escraviza o tempo e a vida da pessoa. Começa a invadir o resto dos relacionamentos. Essas mesmas mensagens de conveniência, prazer e focalização no ego permeiam toda a vida da pessoa. Elas não somente permanecem no computador.

9Marcas: Você tem alguma sabedoria que deseja compartilhar com os pastores e igrejas para tomarem a ofensiva — maneiras pelas quais eles podem ser ativos em lutar contra a pornografia?

Winston Smith: penso que uma maneiras pelas quais as igrejas devem lutar contra essa ameaça, em termos simples, é conversar a respeito dela. E conversar não somente como algo que está fora da igreja, mas também como algo que nos persegue como indivíduos e famílias na igreja. Crie situações em que as pessoas que lutam contra a pornografia possam falar sobre ela, sem sentirem-se envergonhadas ou ameaçadas como cidadãos de segunda classe. Crie um diálogo aberto no qual esse problema será tratado com o mesmo cuidado, interesse e compaixão manifestados para com outros pecados e lutas.

Esse é um passo simples mas ousado. Você precisa dizer: “Conversemos sobre a pornografia como uma problema de nossa igreja, porque ela é realmente um problema nosso”. É claro que essa conversa deve acontecer como parte daquela cultura de disciplina e responsabilidade mútua que os pastores devem cultivar em suas igrejas.

Em seguida, seja prático em oferecer às pessoas instrumentos com os quais possam fazer algo a respeito da pornografia.

● Se você tem um conexão de internet em sua casa, pense nessa conexão como uma entrada para uma loja de materiais pornográficos. Em sua casa há uma passagem que leva a um mercado de pornografia, se você possui uma conexão de internet, TV a cabo ou satélite. Portanto, considere-a uma porta que precisa ser vigiada e trancada. Entreter-se com o computador é algo bom, mas você precisa saber o que está fazendo e por que o está fazendo. Você não está apenas lambiscando em seu computador.

● Limite o acesso privativo ao computador. Se você tem um computador de mesa, coloque em um lugar comum em que tela estará de frente ao meio da sala.

● Há muitos softwares são eficazes, mas nenhum deles é infalível. Há opções nos softwares que são eficazes em erguer barreiras (criando uma cerca protetora). Se você transpô-las, isso acontecerá porque você quis, e não porque foi enganado.

Há muitas coisas básicas que podemos fazer para nos proteger, mas parece que vivemos em nossas igrejas como ingênuos. As pessoas estão imaginando: “Ninguém está falando sobre a pornografia, ela não deve ser um problema”. Tenho visto inúmeros exemplos de pastores e administradores de igrejas que foram enganados por esse pensamento. Já aconselhei pessoas que trabalham em equipes de limpeza e, à noite, vão ao computador e vêem pornografia nos prédios que estão limpando. Espero que essas sugestões ajudem aqueles que lutam contra a pornografia prevalecente.

Trecho de uma entrevista com Winston Smith, realizada pelo ministério 9 Marcas com. Traduzido por: Pr. Wellington Ferreira — http://www.editorafiel.com.br/artigos_detalhes.php?id=251 — Editora FIEL 2009.

6ª Reunião de casais

A última reunião de casais, sábado, 30 de maio, foi realizada nas dependências da PIBA. O pastor Abimael Araújo Dias Filho da Primeira Igreja Batista de Atibaia-SP proferiu uma mensagem edificante e o louvor contou com o Grupo Acords.

Os casais da PIBA (Primeira Igreja Batista de Anápolis) e SIBA (Segunda Igreja Batista de Anápolis) trocaram suas alianças, renovando os votos matrimoniais.  

Confiram algumas fotos:

 

 

Nuvem de tags